O que fazer para parar a diarreia?

Sumário

Você jamais comeria um alimento se soubesse que estava estragado ou que te faria mal, certo?

Todos os anos milhões de pessoas sofrem com diarreia provocada por diversos fatores.

Para te ajudar a superar esse incômodo, hoje nós aprenderemos as causas, sintomas e tratamento para diarreia.

O que é diarreia?

Segundo médicos, a diarreia é uma doença infecciosa gastrointestinal. Sendo parte da doenças diarreicas agudas, as DDA, as pessoas infectadas evacuam fezes mais de três vezes por dia. Além disso, as pessoas expelem fezes com pouca consistência, tem dor abdominal, náusea, vômito e até febre.

As pessoas infectadas quase sempre melhoram após 2 semanas. Os pacientes com diarreia sofrem com desidratação por causa da evacuação constante de fezes líquidas. Por isso que é muito importante que essas pessoas se mantenham hidratadas para repor o líquido perdido. Muitas pessoas não conseguem ficar longe do banheiro porque a vontade de evacuar é incontrolável.

Causas

De acordo com médicos, várias situações e doenças são capazes de provocar diarreia em uma pessoa. Contudo, a maioria dos casos acontece por causa de bebidas e alimentos contaminados. O organismo da pessoa reage à presença de vírus, toxinas, parasitas e bactérias escondidos na comida. Ademais, é possível transmitir esses agente de pessoa para pessoa por meio de hábitos de higiene inadequados.

Os casos de diarreia acontecem em:

– Alergia alimentar

Muitas pessoas desenvolvem uma alergia natural a alimentos específicos. Por exemplo, pessoas que são intolerantes à lactose presente no leite e seus derivados. Além do leite, outros alimentos como alguns cereais, frutos do mar, ovos e soja causam alergia e diarreia nas pessoas. A alergia alimentar pode provocar diarreia tanto aquosa quanto sanguinolenta.

– Pessoas com doenças celíacas

Pessoas com doença celíacas têm a mucosa do intestino lesionada quando consomem glúten. Logo, elas devem evitar o consumo de alimentos como centeio, cevada e trigo na sua composição. Os celíacos não conseguem absorver os nutrientes como precisam e a lesão no intestino provoca diarreias e desnutrição.

– Bactérias

Esses microrganismos podem crescer na água e nos alimentos que nós comemos. Tanto que muitas pessoas infectadas sofrem com diarreia quando consomem alimentos infectados. Os exemplos mais comuns de bactérias que causam intoxicações alimentares são Escherichia Coli e Salmonella.

– Procedimentos cirúrgicos no trato gastrointestinal

Cirurgias na vesícula ou apêndice afetam o sistema gastrointestinal e podem provocar evacuações.

– Cafeína e excesso de bebidas alcoólicas

Embora algumas pessoas não saibam, álcool em excesso e cafeína podem causar diarreia.

– Estresse e ansiedade

Quando você sofre um fluxo emocional grande o seu corpo libera bastante adrenalina. Dessa forma, você tem mais chances de ter diarreias quando está estressado ou ansioso.

– Doenças autoimunes

Algumas pessoas têm doenças inflamatórias intestinais como retocolite ulcerativa e Doença de Crohn. São doenças autoimunes que precisam de tratamento diferenciado e acompanhamento profissional. Além de diarreia com sangue, as pessoas diagnosticadas podem ter dores abdominais e perda de peso.

– Intolerância alimentar

Intolerância alimentar é uma das causas mais comuns para as pessoas terem diarreia. Tanto que muitas pessoas têm diarreia logo após consumirem leite e derivados, camarão ou alguns açúcares, como xilitol e sorbitol.

– Remédios

Laxantes, antiácidos e antibióticos como azitromicina podem afetar o intestino de uma pessoa.

– Síndrome do intestino irritável

Diversas pessoas ao redor do mundo sofrem com a Síndrome do intestino irritável. Os médicos ainda não encontraram as causas da síndrome que torna o intestino sensível a muitos alimentos.

Tipos de diarreia

Especialistas indicam que há dois tipos de diarreia:

– Diarreia aguda que pode durar entre 1 e 14 dias

– Diarreia crônica que dura acima de quatro semanas

Sintomas

Nós sempre devemos interpretar os sinais que o nosso corpo envia. Dessa forma, nós saberemos logo o que está afetando a nossa saúde. Os sintomas mais comuns da diarreia são:

– Vontade de evacuar três ou mais vezes ao dia

– Fezes inconsistentes ou líquidas

– Dores no abdômen

– Sensação de que o esvaziamento das fezes não foi completo

– Suor frio

– Vômitos ou náuseas

– Febre

– Sensação de peso na barriga

– Em casos mais graves, pus e/ou sangue nas fezes

Complicações causadas pela diarreia

Pessoas que sofrem com diarreia podem ficar desidratadas por causa da evacuação constante de fezes. O nosso corpo perde bastante potássio, sódio e outros eletrólitos. Além disso, muitas pessoas perdem sangue. Em casos mais graves, uma pessoa pode ter complicações tão sérias que é levada a óbito se não for socorrida.

Pessoas que sofrem com diarreia crônica não absorvem nutrientes como precisam. Dessa forma, elas ficam desnutridas e com a função imunológica comprometida. Por isso que os quadros constantes de diarreia devem ser acompanhados e tratados por um profissional o quanto antes

Dados

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a diarreia associada a infecções é a nona causa de mortalidade no mundo. As crianças são as mais afetadas, pois é a segunda maior causa de mortalidade infantil.

De acordo com a ONU, 1,7 bilhão de crianças sofrem com diarreia anualmente. Infelizmente, mais de 500 mil crianças abaixo dos 5 anos morrem por causa das doenças diarreicas.

No ano 2000 foram registradas 2.738 mortes de crianças pequenas causadas por diarreia. Embora o número tenha chegado a 1.564 em 2015, voltou a aumentar por causa da desnutrição, pneumonia e gripe. Já que o saneamento básico e o tratamento de água no Brasil são ineficazes, água contaminada é um grande causador de mortalidade infantil.

Tratamento para diarreia

Pessoas que sofrem com diarreia aguda infecciosa não precisam de remédios específicos. Por isso que médicos recomendam beber bastante água potável e sucos naturais para repor o líquido perdido. Além disso, é recomendado que as pessoas bebam soro caseiro após evacuarem.

Se o caso for grave a pessoa deve ficar internada para receber cuidados e soro pela veia. Caso hajam parasitas e bactérias, o paciente receberá antiparasitários e antibióticos para eliminá-los.

Entretanto, é importante que o paciente tome probióticos para repor a flora intestinal.

No caso de doenças não infecciosas o tratamento para diarreia precisará de diagnóstico e acompanhamento a longo prazo.

Preparação do soro caseiro

Se você costuma sofrer com diarreia é importante saber como preparar o soro caseiro. A receita é ideal para você repor o líquido perdido após as evacuações. Veja como prepará-lo:

– 1 litro de água mineral filtrada que foi fervida e esfriada

– 1 colher rasa de sopa de açúcar

– 1 colher rasa de chá de sal

Basta misturar bem esses ingredientes e beber aos poucos durante o dia.

consulta medica
reprodução internet

O tratamento para diarreia deve ser seguido à risca. Mesmo que você tenha um quadro simples da doença, melhorará rápido aplicando o tratamento de forma adequada. Além disso, você deve consumir líquidos e probióticos para repor equilibrar suas funções vitais. O tratamento para diarreia funciona e deve ser iniciado o quanto antes.

Referências

  • ÁLVAREZ María Luisa et al. Nutrición en pediatría . 2ª. Caracas, Venezuela: Cania, 2009. 694-696.
  • SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO E CONTROLE. Orientação nutricional para a diarreia. 2019. Disponível em: <http://www.saude.campinas.sp.gov.br/especialidades/nutricao/Orientacao_nutricional_para_Diarreia_FO1224.pdf>. Acesso em 03 Dez 2019
  • MAHAN, L. Kathleen et al. Krause: Alimentos, Nutrição e Dietoterapia. 13.ed. São Paulo: Elsevier Editora, 2013. 352-364.
  • EDUFBA. Manual Básico para Atendimento Ambulatorial em Nutrição. 2008. Disponível em: <http://books.scielo.org/id/sqj2s/pdf/villela-9788523208998.pdf>. Acesso em 03 Dez 2019
  • MORAES, Antônio C.; CASTRO, Fernando M.M. Diarreia aguda. JBM. Vol.102, n.21. 21-28, 2014