O que provoca a insuficiência renal?

Sumário

A insuficiência renal prejudica o funcionamento completo dos nossos rins.

Você vai ver aqui:

  1. O que é insuficiência renal?
  2. Causas
  3. Sintomas da insuficiência renal
  4. Diagnóstico
  5. Melhores tratamentos

Como resultado, nós podemos desenvolver sérios problemas de saúde que deixam sequelas graves no corpo e na mente.

O que é insuficiência renal?

A insuficiência renal acontece quando os rins não conseguem filtrar o sangue como deveriam. Essa filtragem é importante para que o corpo humano consiga eliminar toxinas concentradas no sangue, como a creatinina e ureia. A mudança no funcionamento renal pode acontecer por causa de infecções, lesões ou desidratação.

De acordo com médicos, a insuficiência renal é classificada em dois tipos. Eles determinam o problema segundo a rapidez com à qual o órgão deixa de funcionar. Na insuficiência aguda, os rins perdem a sua função de forma rápida. Já na insuficiência crônica, os rins perdem a sua função de forma gradual e aumentam as chances de outros problemas surgirem.

Para os caso de insuficiência renal aguda, é possível tratar e curar o problema. Contudo, a insuficiência crônica dos rins não tem cura e o tratamento é feito por meio de hemodiálise ou transplante dos rins. Dessa forma, o paciente pode recuperar uma qualidade de vida que havia perdido.

Causas

Situações passageiras ou duradouras podem influenciar no surgimento da insuficiência renal. O mau funcionamento dos rins pode ocorrer por causa de:

1.Bloqueio na passagem da urina ocasionado por tumor ou próstata inchada.

2.Doença policística renal onde cistos aparecem na região dos rins.

3.Infecção causada por bactérias nos rins e outros órgãos.

4.Lesões provocadas por substâncias nocivas encontradas em remédios ou por pedras nos rins.

5.Rins desidratados, provocado a baixa de sangue e mau funcionamento nos órgãos e pressão baixa.

6.Síndrome hemolítico-urêmica. Bactérias provocam essa doença e lesionam os vasos sanguíneos, causando anemia ou disfunção renal.

7.Uso excessivo de remédios que pode causar danos nos órgãos.

Pessoas com hipertensão ou diabetes e que não fazem o tratamento têm chances maiores de desenvolverem insuficiência nos rins. Além disso, pessoas com histórico de insuficiência na família ou com mais de 60 anos podem desenvolver o problema com mais facilidade.

Sintomas

Ao passo que a filtragem dos rins diminuem, os sintomas da insuficiência renal aparecem. Para evitar que problemas graves aconteçam é sempre importante fazer visitas regulares ao clínico geral e outros médicos. Confira a seguir os principais sintomas:

1.Cãibra constante

2.Cansaço frequente

3.Dor na região inferior das costas

4.Falta de apetite

5.Febre acima de 39°C

6.Formigamento ou dormência nas mãos e pés

7.Inchaço na região dos pés e mãos

8.Náuseas e vômitos

9.Pequenos caroços ou bolhas na pele

10.Pouca urina e urina com cor escura

11.Pressão alta

12.Sensação de falta de ar

13.Tremores

Assim que esses sintomas forem percebidos é importante consultar um clínico geral ou nefrologista. Dessa forma, o profissional avaliará essas mudanças com antecedência para determinar as causas do problema nos exames. Assim, o tratamento correto será indicado para cuidar o quanto antes do problema.

Diagnóstico

Para fazer o diagnóstico da insuficiência renal o médico solicitará alguns exames. Ele verificará os níveis de creatinina, potássio, sódio e ureia na urina. Assim, ele terá mais certeza do que causou as alterações nos rins.

Ademais, o profissional indicará exames de imagem, como ressonância magnética, tomografia computadorizada e ultrassom. Desse modo, ele entenderá melhor qual a gravidade do problema e quais medidas deve tomar em primeiro lugar.

Tratamento

O tratamento para insuficiência renal é indicado pelo nefrologista e nutricionista. A princípio, médicos podem usar diuréticos ou medicamentos anti-hipertensivos, pois ajudarão os rins a eliminar toxinas do corpo. Se for um caso de insuficiência crônica, a hemodiálise e o transplante são necessários. Afinal, os rins adoecidos não conseguem filtrar o sangue e precisam de suporte ou substituição.

Ademais, o paciente deve seguir a dieta equilibrada indicada pelo nutricionista. Essa dieta deve conter carboidratos e água em abundância para facilitar o trabalho dos rins. Logo, o paciente não deve consumir potássio, proteínas e sal para não sobrecarregar esses órgãos. Se a insuficiência renal aguda não for bem tratada, pode evoluir para insuficiência crônica.

O tratamento da insuficiência renal crônica não garante a cura e é necessário fazer sessões de hemodiálise e diálise peritoneal para filtrar o sangue. Em último caso, o paciente fará um transplante de rins quando não há mais outra solução. Medicamentos e alimentação equilibrada podem aliviar os sintomas.

O que comer durante o tratamento?

Pessoas com insuficiência renal precisam aumentar o consumo de água ao longo do dia. Desse modo, elas ficarão hidratadas e manterão os rins funcionando como esperado. Além disso, médicos recomendam:

1.Diminuir o consumo de alimentos ricos em sal, principalmente embutidos como salsicha, presunto, linguiça e calabresa.

2.Diminuir o consumo de proteínas. Ou seja, o paciente deve diminuir o consumo de carnes, ovos e peixes.

3.Em vez de usar sal como tempero, substituí-lo por ervas aromáticas, limão ou vinagre no preparo de refeições.

4.Evitar alimentos com fósforo e cálcio na composição, como alguns legumes, cereais e derivados do leite.

5.Não consumir alimentos com muito potássio, como a banana, abóbora, batata, tomate e feijão.

Um nutricionista deve indicar o melhor cardápio para cada paciente durante o tratamento. Por isso, é importante seguir as orientações do profissional em relação à dosagem dos alimentos e duração da dieta.

A insuficiência renal provoca sérias complicações no funcionamento do organismo das pessoas. Embora nós não percebamos, hábitos cotidianos podem ser nocivos à saúde dos rins. Por isso, nós devemos ter uma atenção maior em relação ao que fazemos com o corpo a fim de evitar complicações.

consulta médica
reprodução internet

Caso o diagnóstico seja confirmado, o tratamento para insuficiência renal deve começar logo. Quanto antes o paciente for tratado, mais rápido ele recuperará a sua qualidade de vida. Por fim, o paciente deve respeitar as próprias limitações e o tratamento indicado pelos profissionais para superar esse problema.